"Amar e Servir"

"Fora da caridade não há salvação."
Allan Kardec

Nossa Sede
Estrada do Pau Ferro, 325 - Jacarepaguá - Rio de Janeiro - RJ

Contato
(21) 3392-5700 - (21) 3392-5600

Mensagem em Texto - 09 / Fevereiro / 2018

TVP – TERAPIA DE VIDAS PASSADAS

O nome Terapia de Vidas Passadas (Past Life Therapy) foi cunhado pelo Doutor em Psicologia Morris Netherton, em 1967, quando desenvolveu um método próprio de hipnose, que designou como Hipnose Ativa. O fundamento dessa abordagem extrai da hipnose regressiva o seu fundamento: em estado alterado de consciência, o cliente regressaria a um passado além do limiar da vida atual, onde se encontra um reservatório mnemônico cuja instância é o que o pesquisador Hemandra Banerjee denominou de “memória extra-cerebral”. Segundo a hipótese da Terapia de Vidas Passadas, ao atingir o núcleo do trauma, seu inconsciente libera o material psíquico retido através do que Freud chamou de “catarse”. Com a catarse, a energia psíquica é liberada e o sujeito sentiria um alívio significativo em seus sintomas. Esse alívio psíquico seria a causa das curas físicas e psicológicas registradas pelos terapeutas de regressão. Além de Morris Netherton, são considerados os precursores dessa corrente terapêutica Hans Tendam, Roger Woolger e Edith Fiore. Até hoje, esses autores são considerados referências na área e leitura obrigatória nos cursos de formação.

A terapia pode ser feita pela ajuda da hipnose, mas alguns ensinamentos não necessitam deste método. A hipnose possibilita ao experienciador adentrar em estados mais profundos de consciência ou o transe regressivo propriamente dito, onde desencadeia o fenômeno da retrocognição ou lembrança de vidas passadas. Outros métodos podem ser usados, como por exemplo, a auto pesquisa contínua de alguma dificuldade pessoal. O auto pesquisador adentra profundamente dentro de si, pesquisando-se até que em dado momento regride sozinho, lembra de flash ou de situação continua em sonhos PES (percepção extrassensorial). Se lembrando de experiências no passado ou traumas, uma pessoa pode identificar a origem de seu problema e curá-lo. Um dos mais famosos escritores americanos sobre o assunto é Brian L. Weiss, graduado pela Columbia University e Yale Medical School e titular da cadeira de psiquiatria no Mount Sinai Medical Center de Miami, com várias obras traduzidas para o português.

Ela pode ser útil de várias formas, no tratamento de: fobias e medos irracionais, problemas psicossomáticos, disfunções de alimentação, problemas familiares, distúrbios sexuais, problemas de casamento e de relacionamento. Ela trata padrões negativos de ser e de agir, encontrando os motivos para as dificuldades na vida atual e pondo em ação uma mudança positiva, modificando atitudes e formas de entender a existência. O motivo para procurar a terapia de vidas passadas, diferente do que pensam muitas pessoas, não é procurar mudar nada no passado, mas sim melhorar sua vida agora. Com muita frequência traumas e padrões negativos de comportamento do passado continuam a nos influenciar, sem que nos apercebamos, até hoje e isso pode se manifestar no presente como uma fobia, alergia, uma doença crônica ou uma deficiência física, um vício, um distúrbio mental, incapacidade de se relacionar, uma atração ou repulsa inexplicável em relação a alguém.

Visão Espírita

Ensina a Doutrina Espírita que o esquecimento do passado é necessário para que o espírito em sua atual existência não seja sobrecarregado com as lembranças e emoções de outras vidas.

Existe uma passagem do “Livro dos Espíritos”, de Allan Kardec, que alguns defendem autorizar o resgate das memórias de encarnações passadas:

“Ao entrar na vida corporal, o Espírito perde, momentaneamente, a lembrança de suas existências anteriores, como se um véu as ocultasse; entretanto, às vezes, tem uma vaga consciência disso e elas podem até mesmo lhe ser reveladas em algumas circunstâncias. Mas é apenas pela vontade dos Espíritos Superiores que o fazem espontaneamente, com um objetivo útil e nunca para satisfazer uma curiosidade vã“.

Vemos nessa passagem do “Livro dos Espíritos” que é possível lembrar de existências anteriores, quando há um motivo útil e quando os espíritos superiores aprovam.

Estudiosos espíritas costumam dizer que a TVP não é uma brincadeira, mas uma técnica séria e que deve, portanto, ser procurada apenas quando necessária. Em outras palavras, não se deve encarar a regressão como uma chance de descobrir uma vida passada ilustre ou por mera curiosidade.

Apesar da confusão sobre os dois temas: terapia de vidas passadas e espiritismo (pelo fato da TVP se basear na crença da reencarnação) a terapia se baseia em preceitos científicos estruturados através de estudos e pesquisas realizadas por psicólogos e psiquiatras como: Maria Júlia Peres, Lívio Túlio Pincherle, Hernani Guimarães Andrade, Hellen Wambach, Morris Netherton, etc. É um processo psicoterápico que trata de problemas psicológicos e emocionais, já o Espiritismo é uma doutrina religiosa, com crenças e dogmas que procuram ajudar o homem a resolver seus problemas de ordem espiritual para alcançar uma melhor evolução de seu espírito a longo prazo. Espiritismo é religião, terapia de vidas passadas é ciência, ainda com suas dúvidas e controvérsias, mas embasada em teorias semelhantes à outras disciplinas psicológicas.

No livro Memória Cármica Emocional é descrito o Mecanismo do Carma, aliando mensagens psicografadas, ciência e casos verídicos, com seus desdobramentos complexos que envolvem as relações afetivas, que muitas vezes na vida atual, apresentam conflitos sem causa conhecida, sentimentos ocultos, que advém das memórias e de nossas experiências do passado. Quando acessamos a causa, mudamos nossa percepção e comportamento.

O inegável é que mesmo que sejam fantasia, imaginação, alucinações ou mesmo criações mentais as regressões, dentro do processo terapêutico, são capazes de fazer sintomas desaparecerem ou promover a cura de aspectos doentios de personalidade. A maioria dos pacientes que passaram pela terapia de vidas passadas, diga-se de passagem, livraram-se de vários sintomas e melhoraram sua qualidade de vida.

Internet – Wikipédia

 

 

Compartilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone